Papel de parede
English Version Português

 
Ilha do Torto, 14 de outubro de 2007.
 
Estamos há 54 dias do termino do pratico aqui na Ilha das Canárias - Maranhão. Houve sempre uma confusão de onde estamos, pois o acesso principal a ilha é pela cidade de Parnaíba - Piauí; porem estamos no Maranhão.
Bom, estamos com o coração ansioso pra vermos nossas familias depois de 10 meses servindo no Reino aqui; e o coração apertado por estarmos deixando uma parte muita amada da Igreja de Cristo aqui, onde aprendemos com ela a simplicidade e humildade no relacionamento com Deus e ao próximo. Um belo tempo onde nos vimos e cremos ter melhorado nossa vida enquanto cristãs, e pela graça de Deus que primeiro nos alcançou, vermos pessoas que foram abençoadas, trasnformadas, renovadas e cresceram na vida com Deus e Evangelho, e claro aquelas novas que chegaram pro Reino também, embora o numero seja pequeno a transformação é valiosa e contagiante na comunidade e Igreja.

Esses dias temos trabalhado com a igreja num enfoque maior com discipulado e deixando a Igreja participar mais ativamente dos cultos e trabalhos até então desenvolvidos apenas pela equipe, sem deixar de fazer visitas evangelísticas e consolidadoras, temos permanecido com o propósito nesses últimos dias de oração incessante, e infelizmente vimos o quanto a chegada da televisão na comunidade tem ocupado o animo dos irmãos pra oração. Temos trabalhado livremente nesses dias. Nosso desejo é que a igreja incorpore sua missão e viva ela, oramos pra que a Igreja se defina na comunidade como pessoas que seguem e compreendem claramente o evangelho.

A Ilha do Torto foi evangelizada por inteiro, pessoa por pessoa, mesmo porque somos uma sequência de equipes e pessoas que Deus já enviou e usou nessa comunidade, temos orado então pra que a semente lançada venha frutificar, e o arrependimento alcance esse povoado, ou aqueles que o Espírito Santo tiver acesso. Não paramos de evangelizar, mas a verdade é que nessa comunidade percebemos claramente a natureza pecaminosa no homem, que aprisiona e cega, e por mais que falemos e preguemos ainda ha tantos corações duros e obscurecidos com as mentiras da idolatria e cegueira espiritual. e por isso pedimos que orem por essa comunidade, em especial pela dona Luzia e família, uma senhora que tem se aberto pro evangelho depois de tanto tempo, ela costumava queimar as Bíblias quando chegavam na sua casa através dos netos que vão a EBI, ela é uma senhora religiosa e curandeira, e tem sido tocada pelo Espirito Santo, orem então ´ra que a Palavra a liberte e alcance por inteiro; também a Ceiça, Leila e Irene pessoas preciosas que tem se aberto porem não se posicionado diante do Evangelho, orem por elas. Também temos frutos novos - Lidiane, A Moça e esposo Sergio que precisam de oração pra que se tornem fortes.

Temos nos adaptado bem, sentimos apenas saudade dos familiares e amigos queridos, orem pela nossa saúde, estamos a 5 meses sem chuvas, e a seca começa ser sentida, orem pra que chova na terra e nos corações.

Um grande abraço


Erica Ankler




. . . . . . . . . . . . . . . . . . .