English Version Portugues
 
 
English Version Portugues
   
 
English Version Portugues

Pelas Portas
(Pr. Clay Peterson - twitter.com/clay_peterson)

    “...mas aos teus muros chamarás Salvação, e às tuas portas, Louvor.

Isaías 60:18b

     O Profeta Isaías traz uma descrição muito interessante da Nova Jerusalém, a cidade santa, no entanto, algo chama a atenção de forma especial. As portas se chamarão Louvor. Aqueles que entrarem serão protegidos pelos muros da Salvação eterna, mas o acesso se dá pelas portas do Louvor.

      Sabemos que o homem foi criado para o louvor da glória do nosso Deus. O salmo 148:12,13 diz: “rapazes e donzelas, velhos e crianças. Louvem o nome do Senhor, porque só o seu nome é excelso;” Como podemos ver todos são convocados para uma vida de louvor e adoração ao Senhor, um estilo de vida que começa agora mas se estende por toda a eternidade. Pessoas cuja vida não exalta o nome de Jesus não terão como entrar no céu. No salmo 100:4 a Palavra nos diz: “Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios com hinos de louvor.”

     Quando estivermos diante do trono do Senhor na glória, não precisaremos de profecias, dons de curas ou revelações, petições ou súplicas, porém, “as suas portas nunca jamais se fecharão”...(Ap 21:25), ou seja, o louvor jamais vai cessar. Na Nova Jerusalém viveremos um eterno “culto de louvor”, mas não apenas lá, devemos começar aqui mesmo (e agora)  a experimentarmos desta intimidade em adoração.

     É importante reafirmar que a nossa vida de adoração não se limita aos cânticos que entoamos ou aos cultos de louvor que freqüentamos. Viver um estilo de vida de adoração significa que nossas atitudes e pensamentos estão de acordo com a vontade de Deus. É viver reverenciando, temendo a Deus. É sempre se lembrar que fomos comprados e a partir do ato de Jesus em nos comprar com o seu precioso sangue, não pertencemos a nós mesmos. Vivemos para a sua glória!

“Tu és digno de todo louvor, Senhor. Em tua presença pra sempre eu quero estar...”

Confissão: Quero adorar-te, ó Deus, com todo o meu coração e me lembrar da tua palavra que diz: “Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvam-te perpetuamente.” Salmo 84:4